Projeto Cofinanciado pelo Programa de Financiamento a Projetos pelo INR, I.P. Nº430/2016 "Traz um Amigo Contigo"

www.inr.pt

A APPDA- Lisboa é, entre outras instituições, parceira da FPDA – Federação Portuguesa de Autismo no desenvolvimento e implementação do Projeto Inclusão “Traz um amigo contigo” Oficinas de Música e Oficinas de Psicomotricidade, projeto cofinanciado pelo Programa de Financiamento a Projetos pelo INR, I.P.

Com este projeto pretende-se dar a oportunidade de participar num espaço de estimulação musical e experimentar diversas atividades de psicomotricidade. Será dada prioridade a crianças e jovens com Perturbações do Espetro do Autismo (PEA), acompanhadas pelos seus pais ou outros familiares.

O Projeto será dividido em dois momentos distintos: Oficina de Música e Oficina de Psicomotricidade.

A Oficina de Música está estruturada de forma a estimular os conceitos rítmicos, melódicos e harmónicos, de nível elementar, com incidência na capacidade sensório motora/ coordenativa e algumas técnicas de controle e manutenção comportamental fundamentais, para se efetuar uma melhor interação entre os participantes. Será apresentada um trabalho desenvolvido com o grupo ao longo das sessões. Pretende ainda este projeto incentivar uma melhor e mais eficaz inclusão social, promovendo momentos de aprendizagem e partilha entre os participantes, técnicos e comunidade envolvente.

A Oficina de Psicomotricidade tem como finalidade favorecer o desenvolvimento global do participante, através de atividades lúdicas, que envolvem o movimento e o jogo corporal. A psicomotricidade assume-se assim como uma resposta essencial na intervenção com pessoas com PEA, contribuindo para o desenvolvimento do domínio do próprio corpo, principal agente no atual mundo de interações constantes. Nas dinâmicas desenvolvidas serão usadas estratégias e áreas de intervenção específicas entre as quais: o jogo, no sentido de promover a exploração motora e dos sentidos, as capacidades de pensamento e criatividade, bem como a cooperação com os pares; o desporto e condição física, para potenciar a coordenação e manipulação de objetos em movimento, assim como, competências socias em jogos coletivos e ainda favorecer a saúde e bem-estar do participante; as terapias expressivas, com atividades rítmicas e de expressão corporal; as terapias assistidas por animais, usando o cão como fator motivacional para a interação e participação; e por fim, a relaxação, possibilitando a tomada de consciência do corpo e o retorno à calma. Com este projeto pretende-se que os participantes experienciem diversas dinâmicas corporais e momentos lúdicos em família.

As oficinas (música e psicomotricidade) são destinadas a crianças e jovens dos 6 aos 16 anos, com Perturbações do Espetro do Autismo e seus familiares.

As oficinas serão implementadas em 7 sessões que terão lugar a: 24 de Setembro, 1, 8, 15, 22 e 29 de Outubro e 5 de Novembro, entre as 10h e as 13h

Estas sessões decorrerão nas instalações da APPDA-Lisboa com um nº máximo de 10 jovens acompanhados por 1 adulto

As inscrições deverão ser feitas até 20 de Setembro/2016  para secretaria@appda-lisboa.org.pt

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Fotos das oficinas de Psicomotricidade do projeto nº430 "Traz um Amigo Contigo" que terminou a 5 de Novembro 2016

Relatório das oficinas     Descrição das sessões e AvaliaçãQualitativa     Gráficos

      

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Fotos das oficinas de Música do projeto nº430 "Traz um Amigo Contigo" que terminou a 5 de Novembro de 2016

Relatório das oficinas   Descrição das sessões e Avaliação Qualitativa  Gráficos

  

 

 

 

 

Destaques

O primeiro Centro de apoio socio-educativo da APPDA, em Lisboa, inaugura

APPDA-Lisboa, Associação Portuguesa para as Perturbações do Desenvolvime

Páginas